Thursday, September 30, 2010

problemas de conjugação

Fazia tempo que andava calada consigo mesma. Balbuciava uma ou duas palavras, mas logo levava a mão à boca, calando-a. Existia um silêncio profundo, uma consciência que reverberava por todos os poros, e uma sensação de perda. Perder, jogar-se, gritar, mudar, rearranjar, arrumar. Todos verbos que ela gostava de conjugar, e sabe-se lá porquê, vinha, agora, enfrentando sinceras dificuldades. A alma queria lhe revelar algo, ela ainda não conseguia entender o quê! 

No comments: