Sunday, April 11, 2010

eu moro na saudade

Eu moro na saudade. Contorno as linhas do tempo, buscando uma curva que me pause na chegada e na partida. Eu busco o que deixei pra trás, em cada coisa nova que surge. O futuro acaba sendo uma pescaria do passado. O presente. O tempo é minha casa. Eu moro no segundo, no minuto, na eternidade do infinito. Eu moro naquela linha que o amor não cessa. Eu moro na falta. Ausência e presença. Saídas. Eu moro onde todo mundo pode me encontrar. As lembranças são minhas portas. Através delas, encontro aquilo que me faz seguir andando nas horas, de maneira que eu persigo a mim mesma, para presentear quem eu amo!

No comments: