Friday, October 30, 2009

amigos

Pelo caminho encontrei e guardei grandes encontros. Tenho amigas da época da escola. Que viveram a adolescência junto comigo. As euforias do primeiro beijo, a ansiedade pela primeira menstruação, achando que isso ia nos tornar mulheres. Os trabalhos de escola, que nos reuniam umas nas casas das outras, regadas a sucos e refris, e muita, mas muita risada. Lembro como se fosse hoje, a gente na sacada, rindo de doer a barriga, com preocupações bobas, mas que pra nós eram as maiores do mundo. Eu lembro de escrever nos meus diários, todas as minhas angústias e dilemas, hoje eu daria risada com certeza.
Ai a primeira vez que fui na boate, eu e minha amiga estreiando nossa madrugada, de blusa de lã, em pleno calor da discoteca. Eu dou risada até hoje. Muita risada. Até das brigas eu dou risada. As jincanas que faziam nosso coração disparar para vencer. Os jogos de futebol que a gente sempre ganhava. O túnel do terror, que quase matou a diretora. A única peça que deu certo na minha vida escolar, e que me fez assumir de vez meu caminho. As viagens, as formaturas, as dúvidas sobre o futuro. O nosso grupinho sempre unido! Saudades. Algumas das meninas se perderam no tempo, nos afastamos, mas sempre farão parte da minha história, cheia de boas recordações. Mas duas ainda permanecem comigo. Mesmo que a gente passe um ano, às vezes mais sem se ver, sempre estamos ligadas, unidas. Por orkut, por email, por mensagem fora de hora declarando a saudade. Fim desse ano vamos comemorar dez anos de formatura do colégio, e vamos nos reunir. "As boas do terceirão"!!!! No mínimo será divertido, porque por mais que nossas vidas sejam absurdamente diferentes, por mais que tenhamos mudado muito, o que nos liga é um passado assíduo, cotidiano, de dias inteiros juntas, de segredos, de medos, de sonhos, e isso ninguém apaga! Elas conhecem uma Marina que talvez os amigos de hoje nem sonhem que existiu, e isso não tem preço.
Depois veio a faculdade, e aí mermão, fiz grandes amigos pra vida. Esses que povoam meu dia a dia até hoje. Pessoas com as quais trabalho, com as quais divido minha vida. Pessoas lindas que me ajudaram a crescer e me tornar quem sou. Me viram passar por momentos difíceis, fases conturbadas. Sempre com um sorriso no rosto, e quando preciso um puxão de orelha. Na faculdade, lugar onde passamos enormes revoluções, foi onde fiz meus melhores amigos, meus irmãos, pessoas com as quais me identifico. Alguns voltaram pras suas cidades, eu mesma vim embora pra outro lugar, mas independente a assiduidade ou não, nos pertencemos porque estamos ligados pela alma. Porque nos vimos crescer e nos ajudamos. Porque compartilhamos um cotidiano intenso, que às vezes ia das cinco da manhã até a meia noite (faculdade de teatro é foda)!!!!! Ali conquistei as pessoas com as quais eu sei que posso contar, que acreditam em mim, no meu trabalho, nos meus ideais. Ali conquistei, cada um a seu modo, meus irmãos, irmãs, amigos de alma, meus carminhas, hehehe.... Sinto saudades, de uns ainda mais porque estão muito longe, e quase não vejo nunca, embora estejamos ligados. Sinto saudades dos que vejo com mais frequência, até trabalho junto, mas queria mais, queria que vivessem na mesma cidade que eu, pra gente poder se abraçar sempre. Mas me sinto tão feliz porque vejo que eles estão bem, e felizes, e cada um a seu tempo, trilhando caminhos lindos, encontrando seu espaço na arte e na vida, crescendo e sendo reconhecidos. Isso é o melhor, porque a gente sabe o quanto cada um merece, luta e trabalha pra chegar longe! Guardo cada bilhete, cada cartinha, cada recado. Adoro encontrar no msn, justo quando eu estava pensando muito forte na pessoa. E poder conversar, e idealizar projetos, e ver que estão próximos dos amigos queridos que eu não posso ver sempre. Fico feliz que eles estajam unidos e bem, assim sei que estou junto deles, onde quer que vão! Amo vocês muito!
E agora, na nova cidade, novo cilco na vida, encontros maravilhosos. Pessoas novas, e outras antigas, que só aqui tenho tido a oportunidade de conviver e perceber o quão lindas são! Realmente eu só posso agradecer, é a única coisa que me resta. Agradecer ao universo por colocar pessoas iluminadas no meu caminho, e à minha mãe, por ter sempre me ensinado, que acima de tudo vem o amor próprio e o amor pelas pessoas à nossa volta, o resto a gente consegue, com facilidade!

Beijos!

2 comments:

Lu Holanda said...

Que bom ler esse post ticahpuntz!!!

ser humanista é um privilégio!!!

Bjs amore

Lu Holanda said...

Que bom ler esse post ticahpuntz!!!

ser humanista é um privilégio!!!

Bjs amore