Thursday, July 16, 2009

Um ano de Rio.

Dia 14 passado fez um ano que vim morar no Rio. Engraçado que eu lembrei bem disso antes, e depois, mas no dia em sí, nem pensei. Ao mesmo tempo que parece ter sido ainda ontem que vi meus amigos chorando e sorrindo, minha mãe se lamentando e se orgulhando com a minha vinda, parece também que eu moro aqui tem muito tempo.
Eu tenho uma comunhão com essa cidade, tão fluida, que sinto cada vez mais ser aqui que se firma minha vida. Parece que as pessoas que conheci estavam aqui a minha espera há muito tempo, de tão natural e intenso que têm sido os encontros. O Rio me proporcionou uma leveza, facilmente afirmada por quem me vê. Aqui aprendi a respirar mais fundo, e olhar pra frente com ainda mais otimismo. Ironia pura pra quem pensa que aqui só se vive tenso e fugindo de balas!
A saudade é o pior defeito do Rio. Aqui muita coisa acaba cheirando a ausência. Os outros defeitos, como qualquer outra cidade, existem, mas são defeitos que eu já aprendi a lidar e aturar.
Numa das últimas vezes que vim aqui a passeio [sempre vinha muito quando criança também] eu senti que viveria aqui uma boa parte da minha vida, e foi um sentir maior que puro desejo projetado, foi uma sensação genuína de estar em casa! Na última vez que vim, vim decidada a voltar de vez na próxima. E assim foi, como tudo que eu coloco na cabeça e faço até conseguir.
Hoje aqui, não longe de grandes dificuldades que vem dessa vida de artista, eu tenho certeza de estar no lugar certo. A cada passo tenho encontrado pessoas maravilhosas, tenho tido boas parcerias, venho vendo nascer projetos lindos, e faço planos e mais planos. Agora nesse exato momento, to com aquela sensação que chega a me dar arrepios, e que volta e meia me ronda: estou prestes a iniciar uma nova fase na minha vida. Uma fase de grandes mudanças, grandes realizações, sonhos antigos se concretizando e novos passos se esboçando. Sinto que o momento antecedente, este mesmo de calmaria e aparente lentidão, veio quase que como para me dar um descanço. Os próximos capítulos dessa história serão ainda mais emocionantes, sempre sem perder a leveza!

Bom digamos que eu estava no meu inferno astral em relação a minha vinda, agora em breve entro no meu inferno astral pessoal, e depois disso, estou quase certa de que terei imensas novidades!

Viva as mudanças, sem elas a vida perde o sentido!

3 comments:

Mariana said...

Pois que venham as novidades!! e que sejam tão cheias de leveza e alegria, quanto este teu relato!!!
Merda nos teus novos projetos Marinaa!! Tudo d ebom sempre!!!
bjuus!

Misterious Girl said...

Marina!
parabens pelo um ano, o rio é mesmo bem diferente doq a midia pinta, vi isso d perto qdo visitei pro show da madonna em dezembro!
e quanto ao inferno astral, pra mim é sempre otimo, nao tem nada d infernal rsrs!
beijos e tudo d otimo pra ti!

Lu Holanda said...

Salve salve!!!!!!!!!!!!

bjs