Wednesday, April 15, 2009

Sobre o Guimarães que nasceu Rosa...

" Dia da gente desexistir é um certo decreto (...)"

"Moço: toda saudade é uma espécie de velhice".

"(...)ele gostava de silêncios".

"Já tenteou sofrido o ar que é a saudade? Diz-se que tem saudade de idéia e saudade de coração...".

"Amor vem de amor".

"Mas mocidade é tarefa para mais tarde se desmentir".

"(...) O mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando. Afinam ou desafinam".

"A gente nunca deve de declarar que aceita inteiro o alheio (...)".


Grande Sertão Veredas.

2 comments:

Raquel Stüpp said...

gostei tanto disso

Mariana said...

me apaixonei por ele lendo o "primeiras estorias"... so depois descobri que a gente tem que ler com sotaque mineiro pra fazer mais sentido!!!!
heheh
bjuus!