Thursday, April 02, 2009

conta gotas

No conta gotas pingavam coloridas formas de líquido. Ao soprar, contra a luz, formavam aquilo que era o contrário do arco íris. Supunha-se ali, um novo horizonte. Assim fazia-se a ilusão. Olhos vívidos, cheios de dor e fúria, e medo e esperança. Esperavam. Espreitavam. Na tentativa de um sonho. Deitavam-se nas cores. Deleitavam-se. A luz fazia-lhes sombra, de maneira que adormeceram. Na penumbra fantasiosa tiveram pesadelos, ao acordar deparam-se com o nada. O que teria sido verdade? Talvez nem eles o fossem...

No comments: