Tuesday, December 30, 2008

menina

A essa altura ano passado, a menina andava tentando esquecer. Apagar do coração os sentimentos que não lhe serviam mais. Apagar da cabeça a pessoa que já não andava mais de mãos dadas as dela. Não sei como, nem porquê, a menina nasceu com uma mania de virar a página e olhar pro amanhã com olhos sedentos e sorridentes. Estava lá se curando de todas as dores e lamentos, estava de coração nas mãos, mas sorrindo, e fazendo o possível para que os próximos tempos fossem de paz, leveza, amor e sucesso - saúde é obrigatório em qualquer pacote.

Hoje a menina descobriu que havia várias maneiras de ter passado por aquele momento - nada agradável -, e todas estavam a disposição de sua livre escolha. Nesse exato momento ela sabe que que fez a melhor das escolhas que haviam aparecido na sua frente. Mesmo com o lago de prantos que corria dentro de sí, ela ativou o sorriso externo, e fez aos poucos com que ele contaminasse toda e qualquer célula do seu organismo. Aliou-se aos que gostavam dela, saiu, dançou, beijou [mesmo sem disparar o coração], bebeu, viu filmes, fez planos, trabalhou, correu atrás de seus sonhos, e acima de tudo, agarrou bem as duas mãos mais próximas que existiam, as suas próprias. E assim, de mãos dadas consigo mesma, não só ultrapassou a tempestade, como viu o céu abrir, e o sol forte aparecer.

Vez ou outra dá uma chovida, uma nublada, aquela fechada no tempo básica, mas é aquela coisa que quem anda de avião sabe: acima o sol brilha, só esperando o vento que faça as nuvens se afastarem e permitirem seu reinado.

A menina hoje, nem lembra mais onde guardou as fotos, os bilhetes, os objetos...ela lembra sim dos bons momentos, e isso é o maior sinal de que a alma fez-se enfim leve.

2 comments:

Ila said...
This comment has been removed by the author.
Ila said...

Excelente...

nossas meninas nos ensinam tanto!!!

Que 2009 se faça com a grande predominância do astro rei que colore os dias e deixa a vista do Cristo ainda mais linda....


Um beijo e um queijo! Feliz Ano Novo!

Te gosto muito! Logo tomamos nosso choppito! EBA!