Saturday, March 22, 2008

Que mundo.

O que anda acontecendo com essa gente?

Nossa, não sei se estou virando paranóica - devido ao contexto - mas as pessoas andam muito descompassadas. Eu tenho pavor toda hora que o ônibus pára no terminal - saudades do meu carro - porque a raça mal espera você sair e já vai entrando, parecem boiada sendo tocada pelos peões, só que nesse caso acho que os bois são mais ordeiros e cuidadosos uns com os outros. Em datas comemorativas então nem se fala. Pouco importa a dignidade ou relevância da mesma, a galera fecha a cara, briga na fila, se estressa à toa, e inclusive, agride a fulaninha que demorar demais no caixa eletrônico - fato ocorrido e registrado hoje, no supermercado!!!
Eu tenho medo. Acho maior hipocrisia esse mesmo povo parar na frente da TV, e ficar indignado com o fato de uma menina ser torturada pela mãe adotiva, ou com a bala perdida que deixou alguém sem movimento. Hipocrisia porque essa gente dissemina violência por aí, em filas de bancos, em supermercados lotados, e caras feias, em falta de agradecimento, esquecendo de pedr licença, achando que é único no mundo, e que só sua vida tem importância.
Foda-se se você está atrasado e precisa passar rápido suas compras, aguarde seu lugar na fila - aliás odeio fila, não tem coisa mais selvagem e desordeira que fila. Foda-se se você quer ir até seu destino sentado no ônibus, para isso vale empurrar todo mundo? Pra isso vale derrubar alguém?
O que eu posso esperar de alguém que passa por cima de alguém pra sentar num mísero lugar de ônibus? Que esse mesmo alguém pode até matar por coisa maior...
Eu detesto hipocrisia. Detesto quem julga, quem se ofende, quem se indigna com certos atos alheios, e partica em sua vida coisas parecidas. Claro que tirar a vida de alguém é muito diferente de fazer cara feia numa fila, ou esbarrar em alguém no ônibus, mas o princípio é o mesmo: não enxergar o outro. Quem mata não se toca que não tem o direito de tirar a vida de ninguém, não se toca que muita gente vai ser atingida por seu ato, não se toca que o outro vem do mesmo lugar que ele - e inclusive vai pro mesmo lugar. Quem esbarra no ônibus, não pára pra pensar que de repente, o fulaninho ali trabalhou muito mais que você, ou que a fulaninha ali, vai chegar em casa e ter que cuidar da filha doente, mesmo que cansada. Quem faz cara feia em fila, não se dá conta que não está sozinho ali - caso contrário não seria fila -, não se dá conta que todo mundo tem motivos pra fizar de mau humor, mas nem todo mundo fica.
Não é sempre que a gente amplia o zoom, e tira o foco do próprio umbigo, mas tem gente que não faz isso nunca. Detesto gente assim, cada vez mais. Detesto quem pensa só em sí. No seu cansaço, no trabalho que vai ter, na função que vai ser, no stress que vai enfrentar. Antes de pensar isso, este tipo de gente deveria olhar pro OUTRO, pensar no OUTRO, e refletir sobre si mesmo. Esse tipo de gente deveria olhar pra trás e ver se nunca precisou de alguém - besteira, todo mundo precisa - , se nunca necessitou da mesma ajuda que nega agora, se nunca sentiu o mesmo que o outro reclama.
To meio cansada desse mundo de bolhas. De gente obsecada por si mesma. De gente que cultua a beleza, o dinheiro, a porra da posição, a babaquice do ego, e não se toca que nada disso engrandece, nada disso proporciona felicidade, nada disso faz evoluir.
As pessoas mais ditas perfeitas, sempre foram as que mais me decepcionaram. Detesto quem se acha muito bom, detesto quem só aponta o erro do outro e mascara o seu. Detesto gente arrogante, pseudo intelectual, metida à besta. Detesto gente recalcada - nada pior que pobre recalcado. Detesto inveja, mentira, falsidade, injustiça, hipocrisia...
Onde esse mundo vai parar? Até quando o povo vai ficar pregando fé, se assutando diante da TV, mal dizendo os políticos corruptos, se apavorando com a maldade humana, e fazendo o mesmo - em maior ou menor grau - em seu dia a dia???????????????

Chega uma hora, que a gente cansa de fingir que todo mundo é bacana, principalmente quando alguém carimba na nossa testa que nunca foi!!!!!!!!!!


Acordando pra vida, porém, sem amarguras e sem deixar o otimismo de lado, porque eu odeio mais ainda dar poder pra gente desse tipo!!!!!

1 comment:

Emerson Cardoso said...

Saudades do brecht numa hora dessas... Bem que morar em cidade pequena, minuscula... tem lá suas vantagens né! Outra saudade é de tu... lindoooona! Funcionou o contador? bjoo