Sunday, February 10, 2008

Encomenda!!!!


Só Sofia.

Marina Monteiro.

Sofia veio ao mundo em forma de canção. Uma dessas canções perfeitas. Canção de embalar sonhos. De curar vidas. Sofia não veio ao mundo sozinha. Veio junto com uma porção de amigos: a esperança, a emoção, a ingenuidade, a sinceridade, a amizade, o amor...

Sofia veio junto com a espera. Ah, e como foi esperada essa menina. Esperada demais. Já veio pro mundo com pacote completo. Repleto de gente pra amar. Veio pro mundo em forma de canção.

E como uma nota que toca a alma, Sofia já era imaginada. E sempre que a imaginavam, viam cores as mais brilhantes e raras, que neste mundo de meu Deus não se encontrava. Sofia é um anjo enviado por Deus. Uma menina linda. Tem em si o pulsar de uma criança, que como toda criança, está aberta pro mundo. Aberta pro amor. Inocência pura de sentir. Sofia não entende, Sofia sente. Sofia ama e ponto final.

Ela já veio ao mundo sendo corajosa. Rompendo barreiras. Largou aquele recanto de aguinha quente e balançar gostoso, para adentrar nesse mundão, que tem tempo estranho e balançar turbulento. E veio assim com sorriso largo. Com passo apertado. Com olhar brilhante.

Veio trazendo consigo a esperança de vida nova. O frescor dos sentimentos intocados pelo preconceito. Veio livre. Veio azul. Veio amarela. Veio vermelha. Veio cor de rosa.

Sofia tem pai e mãe. Sortuda ela. Sofia tem dinda e dindo. Tem amigos já, sem nem tê-los visto ainda. Tem vó, tem vô. Tem tios. Sofia tem tias malucas por ela. Já tem até festa programada.

Ô Sofia!!! Que assim seja pra sempre. Que a Sofia nunca tente entender. Porque ela já sabe tudo, da forma mais bonita e sabida que se pode alcançar. Sofia tem coração inteligente. Já sente e isso basta para ser. Ela é. E nem precisa saber disso. Não precisa se perguntar. Ela é e simplesmente é como quase ninguém consegue ser. Sofia! Isso vai passar. Um dia vai ser mulher grande. Vai atordoar rapazes. Vai parar o trânsito. Vai estar em épocas de querer entender. Vai se perguntar. Vai ser sabendo disso, e querendo entender porque é.

Mas isso é fato pra todos nós. Ninguém fica neném pra sempre.

Mas desejo eu que a Sofia, tenha sempre em si aquela luz de cores raras. Guarde sempre consigo o amor que é amor e ponto. Que a Sofia seja sempre uma canção. Canção que se explica por si só. Canção que se canta. Que se embala. Que aonde ela for, leve consigo a sua canção. Que toque aos ouvidos dos outros, entoando paz. Que a Sofia seja destas canções sem letra, ou com letra simples e bonita. Para que ninguém busque entende-la, apenas senti-la. Que busquem as pessoas, só ouvir a canção. E que se deixem levar por ela. E que assim a Sofia tenha mais momentos de ser simplesmente, na vida. Ser e ponto final. Como ela é hoje. Hoje que ela ainda nem nasceu e já é. E já desperta tanto amor. E já provoca tanta espera. E já forma tanta platéia. Que ela seja artista na vida. Buscando estar verdadeiramente em cena. E que se entregue sempre.

Que Sofia seja sempre Sofia, sem querer ser mais ninguém. Que seja sempre uma canção. E como canção esteja sempre eterna no coração daqueles que a amam.

Amém.



[ Escrito especialmente para essa mocinha da foto - que é linda por sinal]

1 comment:

Fabiana Lazzari said...

Lindaaaaaaaa!
Amo tudo o que tu fazes e este foi muito especial para mim.
Chorei muito quando tu me enviaste.
Lembro como se fosse hj.
E agora já se passaram 2 anos e ela está cada dia mais linda!
E espertíssima.
Bjcas grande amiga.