Thursday, December 06, 2007

perguntando...

O futuro se faz presente quando a gente pensa nele?

Porque será que Deus me deu essa sensação em forma de poesia em movimento?

Porque eu escrevo?

E porque eu choro por muita coisa e não por qualquer?

Porque na vida, às vezes, tomamos decisões que fazem mal a nós mesmos?

Porque hoje eu acordei mais triste que ontem?

E porque eu tenho que colocar tudo no papel?

Porque eu gosto de inventar gentes em cores e movimentos que são meus, mas também não são?

E porque eu acho que a arte pode ajudar a salvar o mundo?

E porque eu acho que eu nunca sou boa o bastante?

Porque eu acho que o que eu escolhi não é pra mim?

E porque às vezes eu acho que é?

Porque essa dorzinha não passa logo?

E porque não adianta colocar bandaide no coração?

Será que mertiolate sara a alma?

E será que falta tempo pra se amar?

E sobra tempo pra se dizer que ama?

E será que o meu futuro só depende de mim?

E porque será que eu vim parar aqui?

E porque eu conheço quem eu conheço?

E porque eu escrevo?

Porque eu acho que a vida é uma poesia e um monte de gente não?

Porque o mesmo perfume, dependendo do dia, nos deixa cheiros diferentes?

Porque partir é tão dolorido?

E dizer adeus?

E porque agente deixa de gostar?

De acreditar?

Porque eu prefiro picolé a sorvete, mas tem vezes que só o sorvete bem colorido me salva?

Porque eu comecei a gostar de cerveja?

Porque o sol não é verde?

E o céu de gelatina?

Porque uns morrem e outros não?

Porque uns fingem e outros não?

Porque uns passam e outros ficam?

Porque o telefone sempre toca bastante quando agente não ta a fim de falar com ninguém?

E porque que ele nunca toca quando tudo que agente quer é um alô?

Porque que as pessoas que agente gosta muito são na maioria das vezes as mais distantes?

Será que agente sempre tem que amar pouquinho?

Será que agente tem sempre que representar?

E porque eu acho que representar em cena é muitas vezes mais verdadeiro do que a própria vida?

E porque eu to aqui perguntando tudo isso?

Será que eu quero respostas?

Ou não?

Será que é só um passatempo?

Ou um tempo passa?

Será?

No comments: