Friday, September 22, 2006

saudades


Hoje eu sou só saudade. Talvez tocada pelo último capítulo destas minisséries meio toscas da Globo, mas enfim. O fato é que sou só saudade. Saudade de tempos que não voltam, saudade de mim. Saudades de cenas vividas, viagens, olhares. Saudade dos lugares bacanas que eu conheço, mas não estão perto. Saudades do Rio e de Porto. Saudades da Ana, do Meco, do Sando, dos que estão longe, dos que estão perto. Saudades dos grupos de teatro que já tive. Dos amigos que fiz neles, mas infelizmente já não vejo, não abraço... Saudades do Francisco lindo. Saudades do meu tio e seus beliscões chatos, até do mau humor da minha tia e da minha mãe/tia avó me mandando escovar os dentes. Mas que saudades da minha avó, querida e louca, que fala francês e tem uma história cheia de lembranças que não combinam com as avós que fazem bolos - e como eu adoro essa avó diferente. Saudades de comer cachorro quente com a Keli e a Renata e rir muito da cara delas. hahahaha. Saudades de quando eu saia todo final de semana com a Amélia. E de quando eu e a Samantha tinhamos um caminho em comum. Saudades do nosso grupo de pesquisa sobre espaço cênico. Saudades dos sonhos. Saudades da Ló. E de filosofar com o André. Saudades do meu irmão pequeno. Da minha mãe nova. Saudades da minha boneca riscada. Da Brunica pequena dizendo que eu era a prima mais amada dela. Saudades de pegar na mão da Ana. De sessão de cinema com fandangos e filmes do Meco. Dos cafés terapêuticos. Saudades das pedras que apareciam na minha bolsa, dos apelidinhos, e do jeito que só com aquele bichinho eu consigo ser. Saudades da nossa poesia. Da praticidade da Aninha. Saudades de quando eu e a Grazy (do Eder) éramos absurdamente ligadas - ainda somos, mas mais metafisicamente agora. Saudades do primeiro dia de aula no Ceart. Da minha turma. Dos meus amigos de corredor. Saudades do (in)solitude. Da música do Maringá. Da Manô. Saudades de fazer o 'a' - já. Saudades de tomar café quente e preto. Saudades do quarteto. Saudades de jogar futebol. Do mar. Da Redenção. Saudades de palavras ditas. Das ouvidas também. Saudades de estudar com o boi. Saudades dos pensamentos de Carolina. Saudades da Grazi (a meyer) que não está aqui nesta sexta feira. Saudades do meu porre de vodka. Saudades de mim menina descalça, correndo e sendo. Saudades da Sofia linda. Saudades da Duda. Das fofocas da Elisa pelo msn. Saudades da raça. Saudades das estréias. Da primeira estréia da minha vida. Saudades da viagem pro Rio. De ver a Marisa cantar. Da viagem pro festiva de Curitiba. Saudades de soltar meu venenosíssimo humor negro com o Vicente e a Renata nos ensaios do Epílogo. Saudades da minha bisa amada, D. Marina, que Deus a tenha. Saudades de Deus. Saudades de passar no vestibular. Saudades de quando a minha mãe era mais inspirada na cozinha. Saudades de chamar o boi de kenga. Saudades de brincar de comandos em ação com meu irmão. Saudades de ter as eperanças intactas pelas frustrações. Saudades da inocência. Saudades enfim...

3 m3 r ço n diz:
sou
eu
lembra de mim?
εïз - boi diz:
olhó
3 m3 r ço n diz:
estudavamos teatrinho
εïз - boi diz:
haha
εïз - boi diz:
sim
3 m3 r ço n diz:
lembra?
εïз - boi diz:
vagamente
εïз - boi diz:
um menino de topete né?
3 m3 r ço n diz:
e teus peitos com vao?
εïз - boi diz:
grandes

Amo isso tudo. :*********

1 comment:

Marcos said...

Adoro esse teu cantinho secreto!

Beijo M.M.