Monday, August 07, 2006

céu azul


O céu. Taí algo que sempre me causou mistérios, inquietações e divagações. Tirando os pés do chão há alguns muitos metros de altura sempre faz sol, mesmo que desabe muita chuva lá embaixo. Aí está a prova, um céu azul, mas somente depois de ultrpassar todas as nuvens.
Isso me leva a pensar que tudo é relativo, toda tempestade tem seu ponto de encenação, cenário ou chuva encomendada. Parando pra olhar com calma, podendo subir, poderá se constatatr que lá em cima reina o sol e o céu azul, ou seja, espere a chuva passar, uma hora ela desiste. Isso quando não se tem um avião.
Aliás taí algo que todo mundo deveria ter - um avião. Pra poder subir além das nuvens nos chatos dias nublados e/ou chuvosos. Todo mundo deveria ter um avião de bolso pra poder constatar que o caos é passageiro e que lá em cima é sempre sol, um sol à espera de brilhar para todos, ou não.
Mas se bem que deve ser meio chato lá em cima, se é sempre sol e céu azul, isso vira um pouco lugar comum, e eu detesto lugar comum.
Mas de toda forma estas pequenas bobagens ainda me fascinam, dá pra ver né? E eu sempre tenho que escrevê-las, quase como uma compulsão. Um bicho que vai devorando tudo dentro de mim e me obrigando a expulsá-lo para bem mais além.
O livro novo está ali, dizend com letras garrafais: leia-me. Mas preciso terminar o velho, é questão de honra. Tenho que terminar. Mas o outro parece ser tão apetitoso. Pára Marina. Ah tá, eu sou a Marina, não lembro de ter me apresentado antes. Mas isso também é bobagem.

No comments: